REVIEW: ÚLTIMA NOITE DE WARUNG SURPREENDE COM ESTREIA DE BLANCAH E 6 HORAS DE SET DE GUY J NO INSIDE

23 de junho de 2017 Escrito por Royce Laroca
Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on Twitter

O primeiro semestre de 2017 foi marcado pela retomada de grandes nomes que já passaram pelo Templo. Artistas como John Digweed, Hernan Cattaneo (Warung Day Festival), Guy Gerber e agora Guy J são provas de que nesses primeiros meses do ano vem se destacando uma maravilhosa geração de produtores que fazem parte de uma das maiores representatividades do chamado de “novo Progressive House”.

Além disso, a noite estava marcada pela tão esperada estréia da nossa querida Blancah e o retorno do alemão D-Nox, uma lenda com mais de três décadas de carreira, seu retorno ao Templo confirma que é um dos DJs mais respeitados de todos os tempos.

Antes mesmo da chegada ao clube, tivemos os primeiros indícios de que seria uma grande noite, foi onde enfrentamos uma fila enorme para a retirada dos ingressos, algo que aumentou ainda mais a nossa ansiedade, pois já sabíamos que seria noite de casa cheia.

Essa noite guardava algo a mais, algo que me envolvia e transformava essa noite mais especial ainda. Foi nessa mesma pista do inside que tive o prazer de conhecer pessoalmente a DJ/Produtora brasileira Patrícia Laus A.K.A. Blancah a quase dois anos atrás, onde fui pego de surpresa curtindo o set do Mano Le Tough ao meu lado, com seu chapéu irreconhecível, ali mesmo na pista.

Chegamos demos uma volta pelo garden e logo subimos, eram exatamente 23:30 e o inside já estava lotado! Com a pista cheia de energia, os sons dos passarinhos começam a soar, era “Nest” de seu último LP, que por sinal, leva o mesmo nome da música, acompanhadas de seu vocal inconfundível, hipnotizando a pista até o momento que soltou o primeiro kick, trazendo abaixo o inside inteiro, dando início ao que todos já imaginavam, uma apresentação brilhante.

A produtora catarinense por onde tem passado tem conquistado o coração de muita gente, e de grandes nomes da música eletrônica mundial. A sua track Ripple Effect que teve lançamento pela Steyoyoke de Berlim, chegou ao Boiler Room através das mãos de Acid Pauli. Na sequência, foi Finnebassen quem a listou no site da Fabric de Londres e de quebra ele ainda comentou o talento da nova revelação brasileira. Depois foi a vez de Solomun tocar a “Ripple Effect” no radio show da BBC, uma das principais rádios do mundo, aquela ótima vitrine para qualquer produtor.

 

Blancah recebeu uma hora e meia de set no inside onde o fez com maestria, sua energia, seu carisma com a pista é algo contagiante, sua música é incrível. Ao final de seu set, entra em cena Guy J, que faz parte de uma maravilhosa geração de produtores israelenses, principalmente advindos de Tel Aviv, segunda maior cidade de Israel.

DJ e produtor que vem colecionando grandes momentos ao redor do mundo, se mantém como um dos artistas os mais aclamados na música eletrônica da última década. O seu retorno ao clube fica marcado com uma noite incrível, logo no início do seu set ficou claro que seria um recomeço da noite levando a todos para uma viagem de 6 horas com sua música hipnótica e viajante envolvendo house music e um techno profundo com break longos.

Lá por volta das 2 horas fomos buscar uma água e dar uma volta pelo garden para ver como estava o clima, que por sinal estava LOTADO, onde se apresentava Sonny Fodera, com sua house music que tem sido reconhecido por diversas labels importantes da atualidade.

Não demoramos e voltamos para Guy J, que nos hipnotizou até o fim! Logo que voltamos sentirmos a pista conectada com o artista ao reconhecer um dos seus sucessos entrando, era “Nirvana” lançada pelo selo Bed Rock de John Digweed.

A essa altura a pista do Garden estava recebendo ainda outro DJ de renome. O alemão D-Nox, lendário que com mais de três décadas de carreira, seu retorno ao Templo confirma que é um dos DJs mais respeitados de todos os tempos, mostrando que sabe o que faz, e que faz com muita paixão.

As 07:00 em ponto, Guy J finalizou a sua viagem com maestria. Foi aí que notamos que no Garden ainda havia som, então fomos para lá conferir o final do set de D-Nox. Ao descermos nos deparamos com um clima bem mais intenso, logo avistamos Blancah atrás do alemão que mostrou-se muito à vontade, curtindo o que estava acontecendo na pista.

E algo interessante aconteceu quando ele soltou a sua última track, era Parallels” do EP Boolean Logic da dupla brasileira Binaryh, recentemente lançada pelo selo alemão Steyoyoke Black. A dupla de São Paulo estava presente e pode conferir de perto esse momento tão marcante para eles mesmos.

Era visível a alegria dos produtores ao ver um artista como D-Nox tocando a sua música, vendo toda a receptividade do público, momentos únicos difíceis de serem descritos! O amanhecer foi lindo, um daqueles Warungs que você guardará na memória.

 

Fotos: Gustavo Remor

Confira Também

COLOURS CHEGA AO SEU DÉCIMO EVENTO EM 2017 COM DANNY DAZE E OSKAR OFFERMANN DIA 19 EM CAXIAS DO SUL

Diz a lenda que, quando criança, Daniel Gomez implorou á sua mãe para que comprasse um par de toca‐discos. Ela, relutantemente, deu a ele mas apenas com a condição: de que pagasse de volta os mesmos [continua]

TRIBALTECH DIVULGA DETALHES DE ALGUMAS DAS PISTAS

O festival TribalTech divulgou imagens de alguns dos espaços que vão receber pistas do evento. Este ano, ele acontece numa fábrica desativada no bairro Prado Velho, região próxima ao centro de Curitiba, no dia 7 de [continua]