SAIBA COMO FOI A TERCEIRA NOITE DO RESIDENT ADVISOR NO WARUNG BEACH CLUB COM NINA KRAVIZ

2 de fevereiro de 2017 Escrito por Redação
Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on Twitter

A  terceira noite da série de eventos do Resident Advisor no Warung Beach Club ficou marcada pelo retorno de Nina Kraviz, artista que todos seus fãs aguardavam o seu retorno desde sua última aparição em 2014 no templo.

O Clube abriu suas portas às 22 horas com o primeiro play de Aninha no Garden e Ney Faustini no Inside, pude acompanhar poucos momentos do set da Aninha, mas como sempre, guiou um belo warm up, que ela sabe fazer com maestria preparando as pessoas que se aconchegaram no Garden para a grande noite que os esperava!

(Foto: Gustavo Remo)

Ney Faustini, com toda sua técnica e feeling conduziu o Inside de uma maneira que fez com que a grande maioria que chegasse ao Warung e passasse pela pista principal já ficasse ali para garantir a sua vaga, seu feeling apurado fez criar uma atmosfera única durante as duas horas de set, entregando a pista para o big boss Renato Ratier, que veio com um set consistente, preparado especialmente para a proposta da noite, e que set! Renato conduziu a pista durante quase três horas com muito techno,  em momentos Berlim, Detroit, industrial, melódico, posso afirmar que foi um dos melhores sets que ouvi dele até hoje.

Chega o momento que Nina Kraviz sobe à cabine para assumir os decks e a euforia do público é visível, Nina entrou com um set bem acelerado, característico da artista, não baixou de 130 bpms, e em alguns momentos pude acompanhar ela de cima da cabine com seus pezinhos inquietos, estava conduzindo o Inside a 134/135 bpm, sons ácidos, explorando alguns Drum n bass, que fez gerar alguns comentários durante a semana sobre algumas tracks que ela soltou, mas pra quem acompanha o trabalho dela sabe que é o som que ela costuma tocar e arriscar, alguns momentos notei um pouco de nervosismo dela, algumas falhas comuns que todo dj corre o risco de acontecer.

(Foto: Gustavo Remo)

O que pude notar nos comentários na pista é que o pessoal aqui não está acostumado a um som tão acelerado e quando acontece algo desse tipo as pessoas ficam sem reação e acabam até criticando o artista sem ao menos ter estudado um pouco da história do mesmo.

Nas voltas para pegar um ar, pois um set acelerado daquele jeito fica difícil se manter na pista por mais de duas horas  sem dar uma respirada, pude acompanhar o set do Albuquerque, que estava colocando o Garden para dançar, muitos elogios da apresentação dele, que deixou a pista em chamas para Cassy, que deu uma aula de carisma e de boa música, variando do house ao techno na última hora que pude acompanhar ela lá em baixo.

(Foto: Gustavo Remo)

Meu resumo desta noite é que foi a noite dos nacionais. Ney, Ratier, Aninha, Ricardo, todos eles tiveram ótimos feedbacks de suas apresentações cada um em sua linha de som, isso demonstra que nossa cena está cada vez mais preparada e cada vez teremos mais capacidade de fazer grandes noites com os pratas da casa.

Escrito por: Emilio Tarter

Confira Também

AGENDA | THE BPM FESTIVAL APRESENTA A FESTA YA’AH MUUL NO WARUNG BEACH CLUB

The BPM Festival realiza a festa YA’AH MUUL neste sábado (13) no Warung Beach Club, localizado na Praia Brava de Itajaí/SC. A festa que circulou o planeta faz sua estreia no Brasil durante a programação de verão [continua]

LANÇAMENTOS | KLEBER FECHA O ANO COM DOIS ÓTIMOS LANÇAMENTOS

Kleber fecha um de seus anos mais prolíferos desde o início da sua carreira com dois releases de peso. Estamos falando do Jack EP pela Killer Beats e da faixa “Rhyming Couplets” em parceria com Anderson [continua]